1. Podem filiar-se na F.P.A.M.C.

a.    Todas as Associações de Artes Marciais Chinesas e ou secções de Artes Marciais Chinesas de associações que ensinem, divulguem e promovam o desenvolvimento das modalidades tuteladas pela FPAMC.

b.    É ainda aceite a filiação de Estabelecimentos de Ensino e de organismos legalmente reconhecidos como promotores de atividades desportivas.

c.    Para cumprimento de qualquer das alíneas anteriores é obrigatória a filiação de um Diretor Técnico com o TPTD – Título Profissional de Treinador de Desporto para as Artes Marciais Chinesas (Wushu Kung Fu; Sanda; Tai Chi; Qigong) no mínimo com o Grau II;

d.    Em caso de renúncia do Diretor Técnico antes de finalizar o ano civil de filiação (1 Janeiro a 31 Dezembro), a associação deve de comunicar à FPAMC no prazo de 48h, tendo 15 dias para o substituir. Findo o prazo fica impedida de participar nas atividades federativas e será aberto processo disciplinar.

e.    Em caso de existir alguma competição no decorrer do prazo de substituição, a associação fica impedida de participar.

 

2. A prática e ensino das Artes Marciais Chinesas

a.         Só é reconhecida enquanto tal, se for assegurada e supervisionada por um treinador com TPTD – Título Profissional de Treinador de Desporto para as Artes Marciais Chinesas, e inscrito para o ano em curso.

b.         Obrigatório ter um Diretor Técnico com o TPTD – Título Profissional de Treinador de Desporto para as Artes Marciais Chinesas (Wushu Kung Fu; Sanda; Tai Chi; Qigong) no mínimo com o Grau II;

c.      Em caso de uma associação filiada promover ou ter aulas ministradas por indivíduos não certificados como treinadores de artes marciais chinesas, fica imediatamente suspensa de qualquer actividade federativa até a conclusão do processo disciplinar, para além da comunicação às autoridades competentes.

 

3. A filiação da Associação na FPAMC é anual.

a.    Vai desde 1 de Janeiro de 2018 a 31 de Dezembro de 2018;

b.    A filiação é validada por um certificado anual;

c.    A participação nas competições oficiais federativas implica a inscrição impreterivelmente até 31 Janeiro do ano corrente (2018).

4. Para efeitos de filiação e revalidação as Associações devem enviar obrigatoriamente e anualmente os seguintes documentos:

A.    Ficha de Inscrição da Associação (modelo F02)

B.    Seguro FPAMC - Inscrição (modelo S01)

C.   A inscrição numa seguradora externa à Fpamc obriga o envio dos seguintes elementos:

a.   Declaração onde conste a apólice anual e cumprimento do disposto no Decreto-Lei n.º 10/2009 de 12 de Janeiro;

b.    Listagem de atletas a filiar e o comprovativo de pagamento, ao ano civil (1 de Janeiro a 31 de Dezembro), dessa apólice;

D.   Inscrição de 10 atletas no mínimo e 1 Director técnico (treinador com Grau II ou superior)

E.    Declaração de Diretor Técnico (Modelo DT1).

F.    Taxa de Inscrição 130€ (associações que se inscrevam pela 1ª vez ou que não estiveram filiadas no ano anterior) / Taxa de Reinscrição 60€ (associações filiadas no ano anterior);

a.    No ato de inscrição/reinscrição da associação, por cada 20 atletas inscritos a Associação tem um desconto de 10% na sua taxa de inscrição/reinscrição.

G.   Declaração onde conste que a ASSOCIAÇÃO não se encontra filiada, numa Federação congénere da EWUF ou IWUF (Modelo DAF1).

 

 

Para primeira filiação, é obrigatória a entrega dos documentos das alíneas anteriores e das seguintes alíneas:

H.    Lista atualizada dos membros dos Órgãos Sociais com a respectiva acta da tomada de posse;

I.    Morada da Sede;

J.   Fotocópia dos Estatutos;

K.   Fotocópia do NIPC;